Arquivo da tag: design

Virtualidades e redes

redes

Este vídeo é parte  do material produzido pelo  Mario Salimon  para o filme  “Hierarquia: conversas depois do fim de um mundo”. Foi gravado no Laboratório de cocriação da Escola de  Redes, em São Paulo, em janeiro de 2012.

Na entrevista falo sobre minha experiência trabalhando com redes no terceiro setor e também no governo. Na parte final,  faço uma digressão sobre questões relativas à virtualidade e à imaterialidade  da vida contemporânea e sobre a importância do design  de interfaces tecnológicas e como estas impactam nos processos  de interação.

Vivianne Amaral – Entrevistas-base do filme Hierarquia: conversas depois do fim de um mundo. from Mario Salimon on Vimeo.

moocs e distância transacional

Desde as teorias de Piaget e principalmente de Vigotski, o aspecto interativo e o valor da interação com os outros no processo de aprendizagem tornaram-se aspectos centrais nas propostas pedagógicas e instrucionais. No entanto, apesar da tese aceita que “o processo de aprendizagem é definido pelo ambiente de aprendizagem”, e do reconhecimento da interação social como elemento essencial na construção do conhecimento, os ambientes de e-learning ainda não conseguiram, em sua maioria, explorar amplamente esta abordagem em seus projetos.

Para fazer a análise solicitada numa disciplina do curso “Tecnologias na aprendizagem” (EAD SENAC) escolhi dois recursos – Fórum e Anotações –  de  um sistema brasileiro de oferta de cursos no estilo MOOCs, o Veduca. A situação de aprendizagem, podemos dizer “a aula”, consiste basicamente em assistir vídeos.

ambiente

Ambiente de aprendizagem do Veduca.

Fórum

O recurso mais interativo existente, o Fórum, apresenta algumas características que prejudicam, mas não obstruem o fluxo da interação. Os problemas identificados ali ocorrem em muitos dos fóruns de AVAs, principalmente porque não é dada a devida importância ao impacto negativo da configuração do ambiente, que é feita também pelo design de interface e não só pelas relações entre as pessoas, interação com o conteúdo e regras de uso. Considerando que a interação mútua ocorre como um fluxo (que pode ser síncrono ou assíncrono devido a sensação de continuum comunicacional que a conectividade a interatividade criam) detalhes como os identificados podem desestimular a comunicação e diminuir a interatividade, já que impactam na interação.

forum veduca

Fórum.

Pelo design da interface, a área do Fórum ficou estreita na tela. As postagens ficam compridas e estreitas, o que não é tão confortável para leitura. Não é permitida a edição do texto depois de postado, o que é limitante do ponto de vista da clareza da comunicação. Como a interação e a colaboração, são muitas vezes um impulso, e é comum cometermos erros de digitação, gramática e sintaxe, ficar com o texto errado pode ser constrangedor e limitante. A opção de escrever num doc para poder revisar e depois colocar no fórum, corta o fluxo da interação, sua naturalidade. Não poder apagar a postagem é outro fator limitante e restringe a liberdade do usuário sobre sua produção.

Em relação à posição do Fórum no ambiente, se fosse colocado abaixo do vídeo, um espaço que está vazio,  ele seria mais confortável e estimularia a interação com mais força. Nesta posição a leitura das postagens ficaria mais confortável.

As postagens feitas não aparecem na caixa de entrada de seu e-mail. Não sei se quando há resposta ao tópico que você postou elas aparecem, pois ninguém respondeu ainda à postagem que fiz. Aparecer poderia ser uma opção de configuração, pois isso facilitaria manter a interação e atrair o estudante para a plataforma novamente.

Não há a possibilidade de fazermos “amigos” nem de compartilhar as anotações, o que poderia tornar a aprendizagem mais social e interativa. A configuração não possibilita que se formem comunidades de aprendizagem, não é possível a percepção de se estar pertencendo a uma comunidade. É possível compartilhar no Facebook e no Twitter, mas isso leva a interação para fora do ambiente da plataforma educativa.

Anotações

anotaçoes

Anotações.

O recurso Anotações facilita a aprendizagem do conteúdo por meio de registro de notas, mas não é propriamente interativo. Se fosse possível compartilhar as anotações com as outras pessoas que estão fazendo  o curso, poderia ser um bom apoio e pretexto para a interação. As anotações poderiam ser um importante disparador de transações para construção social de conhecimento. Mas o recurso não  permite compartilhamento nem exportação. Além disso, só é visível e acessado quando não estamos com a tela cheia,o que diminui seu valor como suporte ao aprendizado. Se é possível, não consegui descobrir como.

Reflexão

Como num MOOC não há colegas no sentido tradicional da expressão, nem moderador/facilitador e , no caso analisado, não podemos compartilhar conteúdo produzido pessoalmente, a distância transacional é enorme.  Ela é uma  distância pedagógica, cognitiva e social que existe entre professor e aluno  e influencia a eficácia e eficiência da aprendizagem. Como Michael G.Moore demonstrou, quanto maior a distância transacional maior a necessidade de que o aluno seja um sujeito autônomo.

Considerando que a autonomia como atitude é uma novidade cultural na história da Educação, que durante muito tempo valorizou a obediência e a aprendizagem passiva como comportamentos positivos, é possível que esteja aqui, uma das explicações para as dificuldades que os MOOCs enfrentam como sistema de aprendizagem, pois são idealizados para um tipo ideal de estudante que ainda está se constituindo culturalmente: o aluno autônomo, aquele que, segundo Robert Boyd “pode abordar assuntos diretamente sem ter adulto participando de um conjunto de papeis de mediação entre o aluno e o conteúdo”.

Abordagem sistêmica e abordagem linear

ps

Sistemas abertos / sistemas vivos

Teoria dos sistemas

Mapeamento de conceitos de Conexões Ocultas – Fritjof Capra

sistemas vivos - sistemas sociais

Design Ecológico

design ecológico